Fechando o Ano

Olá. Estou vindo cada vez menos para cá, na minha bizarra atividade de falar sozinha, de tentar parecer humana, sei lá, mas continuo gostando muito daqui. Meu cartão de visitas do MSN está lindo, inclusive, todo preenchido po causa da existência desse Space.
No momento estou bastante satisfeita. Acabei de encontrar um comentário para a minha nova fan fic num site longínquo… Trata-se da Harry/Luna mais filosófica que alguém já escreveu. Se issó é bom, não sei, mas está sendo imensamente divertido escrevê-la. Tendo como casais secundários Draco/Ginny e Ron/Hermione, está cheia de spoilers do livro 6. Dá aquela emoção boa ver que você está fazendo algo bom, sabe? Eu sentia muita falta disso, desde que terminei de escrever Água e Vinho.
Mas esse não é o caso. Amanhã vou prestar FUVEST… Ou FuDest, como preferirem chamar, mas acho que o segundo condiz mais com a realidade. Sou treineira ainda (adivinhem: de humanas, claro), mas mesmo assim dá um frio na barriga bem desconfortável. Passar eu sei que não passo, não tenho esperanças. Pretendo ganhar a vida como tradutora, e meu ideal seria passar na UNESP de Letras-Tradução, já que não se estuda para ser escritor.
Falando em escritor, eu andava sentindo muita falta de me sentir uma. Larguei minha história original para as férias, e ontem, depois de fechar a matéria mais terrível e assustadora (Física, obviamente: prova de ondulatória, poucas vezes me matei tanto para aprender alguma coisa), resolvi voltar a’O Camafeu Oculto… Ou melhor, seu segundo volume, que no momento tem duas páginas e duas linhas. Triste, mas ao menos é um começo. Vamos considerar que já tenho um volume um terminado, com 360, que é algo razoável…
Eu sempre penso para mim mesma que essa "trilogia" está até boazinha, mas não chega a ser publicável. Mas eu andei relendo umas cenas e pensando… Poxa, isso tá mesmo bom… Pode mudar um pouco os padrões dos livros de aventura, mas realmente… Quem sabe, não?
Eu andei tão preocupada em pesquisar sobre Wicca, em fechar as minhas notas, em entender ondulatória, que estava com um cansaço vicioso que não sumia, por mais que eu dormisse. E escrever Como Eu Vejo foi me acordando; eu ficava esperando o momento de escrever e, depois que escrevia, ficava relendo e pulando de alegria, ou planejando o futuro da história… Então canalizei a vontade para o Camafeu! Sim, acho que eu me encontrei de novo. E muita coisa faz sentido, muita mesmo, agora que eu voltei a escrever. Fim de ano serve pra isso mesmo. A gente passa o ano todo perdido para se encontrar aos 45 do segundo tempo.
Ah sim, e a dona do Space faz aniversário de 17 anos segunda feira. Cumprimentem-me, fantasmas de internet^^
Anúncios

Vazia

Minha própria realidade; às vezes tudo que acontece de bom parece ser apenas uma realidade inventada por mim. Porque uma vez terminada, nunca acontece de novo. É como se os amigos virassem conhecidos, como se os sentimentos virassem atrações, como se o passado virasse um sonho, como se a internet fosse uma droga que me iludisse de um mundo perfeito pra mim, que existe em algum lugar.
Eu estou acima do peso de novo, passei chorado na prova de geometria para a qual eu tinha estudado feito uma maluca, tentando tirar uma nota que não me forçasse a sofrer muito na prova seguinte… Mas não, terei o mesmo esforço. Também errei algo muito estranho numa prova de Física para a qual estudei o triplo, penso no que vai ser de mim no vestibular…
É muito foda você gostar de alguém (não muito, não perdidamente, não profundamente, não como eu gosto do meu platônico inatingível, que chegou primeiro), achar que dessa vez vai, e não ir. O cara achar que você se apegou, e etc… Todo mundo sabe do que eu estou falando e estou me fodendo pra isso. Estou apenas com RAIVA. E com todo o direito do mundo, por favor. Faço melhor estando assim, como estou e sempre estive, sozinha. Sem dramas, sem ressentimentos. Mas é terrível ver a esperança nascendo e morrendo o tempo todo. Em algum momento, ela vai deixar de dar uma de fênix.
Mudando de assunto.
Estou lendo muito sobre Wicca neste final de semana. Eu fiz uma auto iniciação há dois anos atrás, cheguei a realizar um ou dois sabás, mas abandonei. Agora… Parece-me uma alternativa plausível. Estou em período de estudos, para uma nova religião.

Sim, sou virgem sim!

Eu explico.
Que saco isso… Em uma semana, em dois dias de internet, me perguntaram isso duas vezes. Mas assim que eu disser quem foram os desocupados, vocês vão me entender.
Imagine que você está on line, tranquilíssima, e de repente alguém pede pra te adicionar no msn. Antes mesmo que a pessoa pergunte "td bem?", vem o tão-manjado "vc tem foto?", seguido de um pedido para ligar a web cam.
Eu ODEIO esses caras sem mulher que ficam tentando persuadir a gente a tirar a roupa na câmera, ou ficar vendo eles se mostrando! E a tentativa de esquentar a conversa é sempre a mesma: "E ae, vc eh virgem?" E eu, invariavelmente, "sou". Então ontem eu até estranhei como eles perguntam exatamente com as mesmas palavras: "mas vc num tem curiosidade?"
Vão se ferrar! Que droga de gente seca que fica procurando qualquer pobre coitada com webcam, só para brincar de faz de conta, ficar elogiando a gente com uma pseudo-sinceridade e querendo que a gente faça o mesmo. Fiquei realmente furiosa. Não aguento as pessoas querendo forçar amizade sem me conhecer, odeio ser tratada como uma qualquer. Porque apesar de todos os defeitos que eu coleciono, não me lembro de ser uma qualquer!
Desculpem o acesso de raiva, queria muito descarregar.