Mais uma semana

Olá de novo. É triste ter que postar uma vez só por semana, mas o meu flog está realmente sendo suprimido pela escola… É realmente triste ter que responder sempre da mesma maneira, quando alguém pergunta o que eu ando fazendo. "Cansada, a escola tá sugando minha alma…" Mas está mesmo, e não há nada que eu possa fazer a respeito, porque os intocáveis não me deixam mentir. O meu de Álgebra já está todo depenado, coitadinho, principalmente no capítulo de função. Bati tanto a cabeça até aprender pelo menos o mínimo.
 
E aquele livro, ‘O Rei do Inverno’… Estou amando! Muito bem escrito. Em cada livro Arthur é de um jeito, mas a gente supera. Só tem quatro personagens que você pode ter certeza de encontar numa história dele: Morgana, Merlin, Guinevere e o próprio Arthut. Nem Lancelot deu as caras ainda…
 
Ontem saí com as meninas, e acabamos indo parar na quermesse. Eu não vou me demorar muito nesse assunto, mas digo que ainda prefiro minha vida de solteira e vou lutar para mantê-la… Medo!
 
Terminei minha tradução, e estou realizada por isso. Uma trilogia que eu traduzi sozinha! Puxa vida, isso é algo pra lembrar! Eu confesso que a minha favorita foi a primeira, seguida da segunda, porque a terceira fic era HG e eu só leio Ilusórios com esse ship…
 
Indicação de fic dessa semana: O Quarto ao Lado, de Dana Norram. É uma Sirius/Remus, one-shot, mas contada pela Tonks. Você vê como ela enxergava uma relação dos dois, sentindo muito ciúme… O modo da escrita é muito verdadeiro!
Falando ainda de fics, vamos esperar que a Srta. Lucy Holmes publique sua nova fic, da qual ela ficou me falando um monte… Será uma Harry/PO e DG, e pelo que ela me disse, será ótima!!
Tem mais, eu queria que vocês passassem no blog do Ninguém para dar uma força pra ele. Ninguém merece um pouco de carinho, não acham? Não deixem o Vazio alcançá-lo!
 
Eu tinha uma última coisa pra falar mas já esqueci… Meu cachorro lindo quer passear, com licença.
Stay beautiful!
Anúncios

São Paulo em Perspectiva, hahah

Olá! Internet faz falta, acreditem em mim. Eu basicamente tive uma semana cheia de apostilas de matemática e de exercícios de mol, culminando num sábado de quatro provas. Oh Merlin, me ajude a tirar um seis…
 
Na sexta feira fui com a escola para a Bienal do Livro, no Anhembi. Depois de atrasar, se perder e deixar bolsas no Shopping Center Norte, conseguimos finalmente entrar. Eu tinha combinado de ver o Keitaro, meu amigo da net de nem sei mais quantos anos, e se não fosse todos os cupons de desconto que ele me deu, eu não teria comprado "O Rei do Inverno", de Bernard Cornwell, o primeiro volume das Crônicas de Artur. Íamos no MAM depois (o Museu de Arte Moderna), mas até encontrarmos todos os pirralhos perdidos e o ônibus nos achar… Voltei com 65 centavos pra casa e nem jantei… Paramos no Shopping Serra Azul, que fica do lado do Hopi Hari. Que saudade do Hopi Hari! Já fui três vezes, e adorei todas^^
 
No momento eu estou muuuuuuito entediada, então resolvi fazer algo que devia ter feito antes. Ler "Hunter", a fic RH da Caileach.^^ Eu comendo, procurem!!
 
Desculpem o post vazio, mas eu estou realmente morta…

Oh, my

Eu não ia escrever hoje, mas finalmente me lembrei de que tinha assunto sobrando. E o que desencadeou isso? Oh, eu ainda não acredito…
Eu sou a próxima entrevistada do 3V!!! ohhhhhhh!
Eu falando com a Scila no msn: "Ah, porque eu li uma entrevista velhissima sua, falando dos seus motivos pra escrever As Fases da Lua…" E ela: "Ah, é velha mesmo… E você é a próxima entrevistada! Parabéns!"
Daí eu caí de costas e corri pro site pra conferir… Fiquei me sentindo, claro, hahahaha ^^
 
Agora, algo que me deixou realmente irada essa semana foi o resultado do teste vocacional. Nah, é claro que deu humanas, tudo que eu já imaginava, mas… O bizarro é que parece que a diretora descobriu que toda a nossa classe é atormentada mentalmente. Eu, pelo que parece, sofro de alta angústia, sou introvertida e uma pá de coisas bizarras. O único afago que aquele teste me fez foi dizer que eu sou independente. Não sei onde, mas eu que não vou discutir.
O que eu vou discutir é a idéia bizarra de querer que todos nós façamos terapia em grupo. Qual é a dela? Eu queria muito saber?
Eu sempre fui meio avessa com essa história de psicólogos. Não gosto nem um pouquinho da idéia de ficar falando da minha vida pra alguém, que é pago pra isso e que eu nem conheço. Eu sei que parece quadradice, mas não tô nem aí.
Se eu não puder resolver os meus problemas sozinha, que espécie de independente que eu sou?
E a gente já está sem dinheiro… Ainda mais essa!
Ok, tem gente que realmente precisa de psicólogos e tudo o mais, mas eu não tenho depressão, não sofro de nenhuma síndrome e não me interessa se eu não tenho auto estima. Não é realmente importante se eu não me gosto. Eu até acho que tem suas vantagens. Evita que eu fique metida. E me mantém humilde.
Claro que isso faz com que eu odeie ir ao cabelereiro, comprar roupas, fazer qualquer coisa que envolva beleza e também não me divirta muito chamando à atenção, faz com que eu não goste de me vestir e também não consiga me manter com nenhum cara por nunca me achar merecedora, mas de qualquer maneira acho que estou melhor assim.
Não me olhem com essa cara.
Mesmo que eu quisesse desenvolver auto estima… A pessoa certa a procurar seria uma nutricionista, não uma psicóloga. Não vejo como alguém pode me fazer sentir melhor comigo só falando na minha cabeça, por mais poder de convencimento que tenha. ¬¬
 
Obrigada por lerem^^

Eu estudo, tu estudas…

Voltando! Puxa vida, eu estou morta, quebrada, acabada. Okay, eu sabia que terceiro colegial era uma coisa quase sadomasoquista, esmagadora e sugadora de vidas, mas não a esse ponto. Não sabem do que eu estou falando? Certo, eu explico.
 
Hoje começaram as minhas provas.
 
Provas aos sábados, pra começo de conversa, porque nós não podemos perder tempo de aula. Cada minuto na escola é valioso agora… Para a secretaria. Eu estudei tanto, mas tanto… Pinguei colírio pros meus olhos continuarem funcionando por mais tempo. Tomei café pra não dormir em cima dos intocáveis. Eram onze e meia da noite e eu estava tentando decorar o ciclo haplodiplobionte na reproduçao dos vegetais.  Eu ainda não acredito nisso. E nem sei mesmo se não acreditava que era capaz de estudar tanto ou se a surpresa mesmo está em não ter desmaiado, pirado, surtado e resolvido todas as perguntas das sete provas.
 
Agora vamos à descoberta da semana: comecei a ler "História da Filosofia", de Will Durant. Meu, que livro mais fodástico! Ele fala da Filosofia bem do jeito que eu gosto, com essa paixão e admiração que eu tenho pelo mundo, e por como caras da Antiguidade conseguiam escrever coisas tão atemporais – afinal, se você pegar A República pra ler, vai entender… O contexto é o grego, mas é muito atual!
Já terminei o capítulo sobre Platão, e quanto mais leio sobre esse cara, mais descubro que ele era foda. O livro que eu estou lendo é aconselhável pra qualquer um que quer entender filo sem aquelas palavras complicadas, porque o autor aproxima tudo de um conceito comum e bem fácil, qualquer pessoa pode entender – e se apaixonar – por Filosofia. Pra quem vai prestar esses vestibulares que cobram muita Filo, é mais do que aconselhável!
 
Eu quero voltar no tempo para pegar o Platão!!

Goodbye, constant posting

Só pra avisar. Estamos passando por um estrito corte de gastos aqui em casa e a minha net ilimitada foi pro céu… Justo hoje, que eu tinha mudado o template… Enfim, será melhor… Quem sabe assim eu atualizo com mais freqüência as minhas fan fics, e o meu original, que grita por continuação.
 
Falando em atualizar, capítulo oito de Como eu Vejo no ar desde sábado. Que acharam??
 
Até o fim de semana…

A Sociedade em Santa Cruz das Palmeiras

É sim, eu vou falar disso, DE NOVO… É que às vezes parece que eu vivo em um mundo alternativo. Se você quiser um dia vir para Santa Cruz das Palmeiras – e eu sinceramente espero que não queira – prepare-se para encontrar muita gente bizarra, muita gente legal… Até tem gente bonita, mas claro, há os personagens maniqueístas da coisa.
 
Se você for mulher, tem pelo menos dois meses para arrumar um namorado. Se for homem, pode galinhar por uns tempos, para ganhar fama, então pegue a mais bonita que conseguir e jure amor eterno. Se tiver um carro, melhor ainda. Você e sua princesa encantada poderão gastar combustível eternamente dando voltas na praça e no que eu gosto de chamar de "rua dos boy", sem plural mesmo.
 
É vital que você tenha uma turma. Não interessa se são seus amigos, porque ninguém está sinceramente interessado em saber se você é um companheiro fiel, ou qualquer coisa do tipo. Você tem que se magérrima, se for mulher, e usar decote no umbigo. Não se esqueça da chapinha! Você não pode ter nenhum defeito. O salto alto é obrigatório. Quem usa rasteirinha ou está indo pro Carnaval, ou é uma caipirona que não sabe andar nas nuvens. Não se esqueça jamais da chapinha!! E do piercing no umbigo, claro.
 
Se for homem, corra agora mesmo para a academia. Puxe ferro até seus braços caírem, porque as garotas não gostam de gordos e nem os magrelos estão seguros, hoje em dia. A fase deles já passou…
 
Pare perto de um daqueles carros que toca funk. Gostando ou não, não importa. Sorria e cumprimente, fofoque e fale mal. Isso… Você está prestes a ser popular em Santa Cruz das Palmeiras.
 
Muita maquiagem, não se esqueça. Demais, a ponto de não poder coçar o olho num momento de necessidade. Ande abraçada com seu namorado e não largue dele nem por um único momento. Não o deixe respirar. Volte de carro para casa e só chegue duas horas depois. Porque se você soltar seu namorado, todos já vão pensar que vocês terminaram, e ninguém pode pensar que você foi abandonada…
 
Tenha amigas populares. Se você for gorda e espinhenta, elas são sua única chance. E nem tente ser diferente achando que será aceita assim mesmo, porque te dirão que você é legal, mas ninguém vai te reconhecer quando você estiver sozinha.
 
Ou fique onde você está, que na verdade é o conselho que eu queria dar desde o início.