Jornal ^^

Gente, vejam só. Ganhei uma coluna no jornal A Folha, daqui da Palmeiras! O jornal é pequeno, humilde, mas tem boa vontade, até. Fora as piadas que só sabem zuar o PT. Paciência.
 
E pra quem nunca tem acesso ao jornal, resolvi publicar minha primeira coluna aqui:
 

Palmeiras: ame-a ou conserte-a

 

Santa Cruz das Palmeiras abre os olhos.

Existem diversos núcleos na cidade que parecem às vezes ter tanta vida própria como ‘O Cortiço’, de Aluízio de Azevedo, mas seus traços são tão opostos que, a fim de formar alguma opinião sobre a vida na cidade, foi necessário ir às ruas.

O que leva uma pessoa a passar a vida toda nesta cidade? As respostas foram diversas. Houve quem escolhesse a vida doméstica em contrapartida à acadêmica. Houve quem dissesse que sua vida já estava estabilizada. Ninguém se atreveu a dizer que não gosta daqui.

A pergunta que não se cala: por que então eu ouvi tantas reclamações? Da sujeira, da poluição derivada das queimadas (queimadas essas que são altamente tóxicas ao meio ambiente e são também um dos principais fatores para uma população cheia de problemas respiratórios), das informações que não chegam ao povo – sabiam que existem inquéritos mantidos a quatro paredes espalhados nos cantos dos Diários Oficiais? – , do maltrato com a saúde e de como agora as verbas vão para uma empresa que nem participa da renda da cidade… Folhas de pagamento atrasadas… Mais sujeira – porque sobre isso eu ouvi repetidamente –, segurança e o que não poderia faltar: a total ausência de opções para se sair à noite por aqui.

É verdade que os garis se esforçam; não é necessário andar muito para encontrar um deles. Mas há mais uma coisa: a cidade é suja porque nunca a limpam ou porque os cidadãos não fazem questão de mantê-la limpa? Falta a muita gente a consciência do bem público; um chiclete, um papel, um móvel num terreno baldio… Nada disso classifica um cidadão com direitos de reivindicar limpeza. Sobre o desgaste do ar e do solo, existem crianças na quinta série que podem ensinar; plantar repetidamente o mesmo produto agrícola, ainda por cima limpando os terrenos com queimadas, não pode ser saudável nem aqui, nem em São Paulo, nem em Plutão. E sobre sair à noite, as pessoas têm que assumir: não há muitos jovens aqui, com o escoamento de estudantes para cidades munidas de faculdades. Ao mesmo tempo, existe a necessidade de um ponto único e imutável, para que não acabemos todos passando os sábados no orkut, fazendo de conta que estamos nos relacionando…

O que acontece então com a população que muitas vezes gosta daqui sem saber o motivo? É cômodo? É uma escolha corajosa? Ao mesmo tempo pode ser corajoso sair daqui e tentar mudar o mundo no maior espírito inovador, e também resolver ficar aqui e lutar por algum desenvolvimento.

Houve um filósofo que viveu antes mesmo de Sócrates, chamado Heráclito. Se há algo que se deva lembrar sobre ele é o “Tudo flui.” A cidade não é a mesma de quando eu era pequena, e consideremos que nem maior de idade sou. A escola pública ainda era confiável, imaginem só! Dá para imaginar, logo, que não somos mais os mesmos que fomos. Nós continuamos seguindo a lei do menor esforço, sim, e quem fizer cara feia pode estar se sentindo ameaçado; é só olhar em volta e muita coisa pode ser melhorada. Hoje mesmo eu passei pela biblioteca municipal e encontrei adolescentes acessando a internet, tal qual nos comerciais dos políticos! A sensação que passa é que não é de verdade. Mas enquanto houver algum agrupamento humano, é possível sim mudar; e para melhor.

Tanto foi dito que a colunista por pouco se evade de dar sua opinião. E quando alguém faz isso, não deixem de desconfiar: passar um resumo das opiniões alheias apenas denota incerteza e insegurança sobre os próprios valores. Santa Cruz das Palmeiras é como qualquer cidade pequena, com gente varrendo a calçada e falando da vida alheia, com a noite pacata e com aquele tédio bobo de final de semana. Mas sair à rua e ser reconhecido por gente que te viu crescer tem um valor que todos nós ainda havemos de desejar, quando não mais o tivermos.

Será muito desconfortável sair para o cinema, em um lugar distante daqui, e não ter medo de que as cadeiras caiam pra trás; será esquisito não ir mais para o centro à noite e ficar reclamando com os amigos da vida; será doído, também, despedir-se de todos aqueles que se esforçam todos os dias, e contra a maré, para manter a honestidade viva.

O resultado: Santa Cruz das Palmeiras causa um sentimento demolidor de identidade nas pessoas. Nós nos sentimos parte daqui, e a cidade é parte de nós. Há muito pelo que se lutar, e muitas soluções são possíveis. Por que não deixar de ver novela só por um dia para ir atrás delas?

Anúncios

7 opiniões sobre “Jornal ^^

  1. parabéns filha!!!!!!!!!!!!!
    fiquei c/ preguiça d ler a coluna inteira, mas fiquei feliz por vc escrever no jornal!!!!!!!assim q eu gosto….filhos importantes!!!!e qro q vc progrida pra folha d sp, estadão…..e por ai adiante!!!
     
     
    bjoss

  2. Olá querida!! Fico feliz, é uma vitória!! ^^ E seu tema ñ podia ser outro, né? Fiquei feliz d saber um pouco + sobre a sua cidade, tão amada… XDDDDDDDDDDD e achei q ñ podia ser + típico seu, td o q vc disse. Realmente, adorei!!!
     beijos

  3. E quando eu digo que um dia a Mandie vai ser grande, ela briga comigo. Olha só esse texto, olha o talento que essa menina tem!

  4. Saudações!! Já faz mto tempo mesmo q eu pus aquele lay… já nem ouso chamar d novo. XDD Continuo postando, e vc tbm, e coisas d qualidade, então vc merece os parabéns, oras! bjos

  5. aee!! muito bem!! estah de parabéns!!
    continue assim!!
    e acho q vc estah certa!! todos deviam largar maum de sua novela
    pelo menos umas vezes!!!!
    abraços!!
    passem no meu space e comentem lah tbm!
    valew
     

  6. aoowww … amanda, a mais nova colunista da cidade..  meus parabéns…. 
     
    adorei qdo fala das cadeiras do cinema!! hahah.. =P
     
    mto  bom!! 
     
    e ai se a Folha de SP t descobrir!! hehe

  7. Amanda, primeiramente quero te dar os meus parabéns mais uma vez pelo espaço no jornal…, li este seu primeiro artigo, gostei muito principalmente do meio pro fim, espero poder ler os próximos…bjos e até mais…
     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s