Who’s afraid of the world?

Voltei cedo desta vez…
 
Hoje eu escrevi o discurso que talvez seja dito por mim na nossa formatura do colegial. Eu ainda não sei se vou ser a oradora – a escolha foi bem turbulenta, então não dou certezas. O caso foi que eu assisti o GP do Brasil hoje, que o Massa ganhou, e fiquei cheia daquele espírito orgulhoso… Tomei banho e comecei a escrever.
A minha classe é uma polêmica ambulante. Mas conforme eu fui escrevendo, tive acessos de choro, fiquei triste, inconsolável. E olha que eu já chorei tanto no ano passado… Porque meus amigos um ano mais velhos estavam indo embora e era ruim pensar que a gente não se veria mais do mesmo jeito. Eu ficava sentada na frente de casa, olhando pra rua onde eu brincava quando era criança, por horas.  E… Apesar de tudo, eu gosto da minha classe. Ela é… um microcosmos. Parece que tudo acontece nela. E tem gente de todos os jeitos… Nós brigamos tanto… E ai, eu tenho medo. Tirar essa parte da minha vida parece que deixa um buraco imenso na minha rotina e em tudo que eu penso. Não haverá um lugar certo pra mim… Onde estarei no ano que vem?
 
Barão Vermelho – Meus Bons Amigos
Meus bons amigos, onde estão 
Notícias de todos quero saber 
Cada um fez sua vida de forma diferente 
Às vezes me pergunto: Malditos ou inocentes? 
Nossos sonhos, realidades 
Todas as vertigens, crueldades 
Sobre nossos ombros aprendemos a carregar 
Toda a vontade que faz vingar 

No bem que fez prá mim 
Assim, assim, me fez feliz, assim 

O amor sem fim 
Não esconde o medo 
De ser completo e imperfeito 
Meus bons amigos, onde estão 
Notícias de todos quero saber 
Sobre nossos ombros aprendemos a carregar 
Toda a vontade que faz vingar 

No bem que fez prá mim 
Assim, assim, me fez feliz, assim 

O amor sem fim 
Não esconde o medo 
De ser completo e imperfeito 

O amor sem fim 
Não esconde o medo 
De ser completo e imperfeito
 
Essa música fica rodando e rodando na minha cabeça, sem parar... Eu... Daqui a duas semanas, tem o vestibular da UEL.
Depois presto UFMG, USP, UNESP... Vou dormir em lugares estranhos, contar as moedinhas, e será só o começo.
Anúncios

4 opiniões sobre “Who’s afraid of the world?

  1. eu também me formei esse ano, e a pior coisa pra mim foi a despedida. foi só nessa hora que eu percebi que iria sentir falta de todas aquelas míseras pessoas que passaram o ano inteiro comigo, e com algumas eu nem falava direito. percebi que iria sentir falta do riso horroroso da menina que sentava atras de mim, e que eu silenciosamente chamava de burra e tinha vontade de matar. descobri que iria sentir falta até de discutir com os professores, e até de prestar atenção na matéria deles. o pior foi perceber que, no fundo, eu já sabia que gostava deles, e não fiz nada pra me aproximar. não que fosse dar certo ter algum tipo de amizade com a menina-riso-escandaloso, mas será que não teria sido bom tentar? agora eu vou ter quatro meses de férias, antes que começe a faculdade. todos os amigos mais novos, comprando material escolar… e eu e minhas amigas tentando nos juntar com unhas e dentes, mesmo que os novos horários, os horários de gente grande, deixem um espaço ínfimo pra gente se ver. eu acabei indo pra formatura do meu colegio anterior ao que eu me formei, e descobri que também sentia falta daquelas outras pessoas, e que eu até pensava um pouco em voltar pra lá no próximo ano. pena que não existe próximo ano.
    eu sinto falta de tudo. acho que você também.
    :~~
    😀
     
    {ooops, acho que fiz meu comentário de post. desculpinha}

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s