Adolescência suicida

Acabei de tomar um susto daqueles.
Estou eu, afinal com tempo diante de um computador pra fuçar em orkut e ficar com os meus pais, quando resolvo voltar a um fórum muito querido pra mim, o Mugglenet Interactive. Ele abarca fãs de Harry Potter do mundo todo, e eu posto nele desde 2005, às vezes com maior regularidade, às vezes menor. Foi o primeiro fórum onde eu atingi mil postagens, pra depois mudarem o servidor… Isso não vem ao caso.
Fui visitar a página da minha Casa de Hogwarts, Corvinal, e fui ler a novas regras – porque sempre que eu volto de um grande sumiço, tem mil novas regras às quais eu devo me adaptar, porque o fórum cresce todos os dias – e me deparei com uma nova regra contra apologia ao suicídio e depressão. Primeiro achei que leria coisas como "get over it", etc, como um sermão dos moderadores pros usuários mais novos pararem com essa mania emo que todo mundo tem o direito divino de ter aos treze anos. Mas não, era coisa séria.
Existem tópicos de ajuda mútua dos usuários nesse site, eu descobri. Onde adolescentes do mundo todo fazem suas confissões para completos desconhecidos que apenas compartilham o conhecimento do mundo potteriano, alguns religiosíssimos, alguns se despedindo por estarem prestes a cometer suicídio – sim, encontrei uma postagem dessas, e nem foi difícil! – Fiquei tão chocada que não consegui pensar em nenhum outro lugar onde eu pudesse extravasar e pensar no assunto.
Será que isso é exclusividade dos adolescentes americanos, afinal são eles a maciça maioria dos usuários? O que afinal está acontecendo de tão errado na vida desse pessoal tão jovem pra pensar em suicídio?
Não sei o que pensar, honestamente. Claro que tem alguns depoimentos muito 13-year-old-like, de gente reclamando de amores não correspondidos, pais com quem não se relacionam bem, etc. Como eu ainda tenho um núcleo familiar, mesmo tendo já 19 anos, não sei se me sinto velha, ou diferente, ou qualquer coisa. Tem gente pensando em suicídio mesmo ali. Pensei por um instante, em como os adolescentes parecem ser mais solitários ainda do que eu achava que erra quando tinha 13 anos. Estamos ficando complicados cedo demais, né? Não digo que ninguém deve ser a sua fase Evanescence da vida. É natural, acho mesmo que faz parte do amadurecimento – ficar puto com o mundo, negá-lo e depois aceitar em termos e achar suas alternativas de vida – , mas de alguma maneira, as coisas parecem piores.
Não tenho a intenção de dar conselhos ou de propor uma solução para o problema; não estou aqui pra escrever redação de vestibular nem nada. Estou é impressionada. Assustada também, e me sentindo estupidamente distante dos problemas desses adolescentes, que lidam com famílias quebrantadas e que são obrigados a conviverem apenas consigo mesmos e com telas de computador durante tempo demais.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s