O intercâmbio e as adrenalinas dele derivadas.

Eu não tenho falado muito do assunto por aqui porque o meu intercâmbio do semestre que vem está naquela categoria de possibilidades tão maravilhosas que eu não queria comentar até ter certeza de que vai acontecer.

Tudo indica – ou nem tudo, como vocês verão – que em setembro eu devo viajar pra Londres e passar um ano letivo estudando em King’s College. Bem, nós estamos em julho, e desde março, eu tenho brigado e resolvido uma miscelânea de problemas. Mas hoje, ah… Hoje foi a gota d’água.

Em março, entreguei toda a documentação necessária na data. Uma semana depois, foram me dizer que precisavam da minha declaração de condições financeiras. Como sou nivelada pela FUMP, tinham me dito que isso não seria necessário, mas acabou sendo. De onde a coleguinha miserável tira 22 mil reais pra mostrar pra UFMG? De lugar nenhum, beijos. Esse foi o primeiro pepino, que se enrolou em recursos, reuniões, telefonemas. Depois o pepino evoluiu, foi resolvido de leve, e entrei na parte dos orçamentos, papéis, comprovações, cálculos. Um pouco de espera seguido de mais telefonemas, pessoas que por algum motivo tinham ido embora mais cedo dos respectivos escritórios e nunca estavam nos dias seguintes.

Depois disso, tive minha primeira vitória significativa, relaxei e pensei: bom, agora é só a carta de aceite chegar, eu me inscrevo na moradia, e aí só esquento com isso em agosto, quando tiver que ir no Rio tirar meu visto de estudante. Ao mesmo tempo que pensei isso, suspeitei. É, tava muito fácil mesmo.

E tá que essa carta não chega, não chega… O prazo pra se inscrever nos dormitórios de King’s foi ficando curto, curto… Ontem – dia 30, na verdade – acabou. Pois é, colega, e agora José? Hoje eu abro meu gmail no melhor dos humores, pensando já no jogo do Brasil contra a Holanda amanhã, e o que eu descubro? Um e-mail encaminhado da responsável por admissões em King’s. As nossas cartas não chegavam simplesmente porque eles nunca receberam a PRIMEIRA leva de documentos enviada no meio de MARÇO!

Com licença, vou ali chorar. Foi mal o desabafo.

Anúncios

4 opiniões sobre “O intercâmbio e as adrenalinas dele derivadas.

  1. Que merda, tchê! Eu não sabia que isso tinha acontecido.
    Mas não vai desistir por causa disso. Envia a documentação de novo, corre atrás. Não tá morto quem peleia, né? ;-D

  2. Pingback: Tweets that mention O intercâmbio e as adrenalinas dele derivadas. « ThePavania -- Topsy.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s