Boletim Londres – expectativas indesejáveis

Eu queria falar o mínimo possível do fato de eu agora estar em Londres, mas é meio impossível, né… Muda tudo, assuntos, pensamentos, visões e tal. Mas esse post é especialmente sobre algo que tem me incomodado particularmente desde que eu viajei.

“Aproveita pela gente agora que você tá aí”

“O que você tá fazendo online? Vai viver!”

Eu ouvi essas frases algumas vezes, e as duas causam o mesmo tipo de desconforto. Vamos à primeira.

O problema dela é: tá, que bom que eu estou aqui, que bom que deu tudo certo e estou tendo uma oportunidade foda que muita gente não tem… Mas ow, tem dias SIM que eu não quero sair, e NÃO, eu não vi o museu tralalala de não sei das quantas, e NÃO, não estou fazendo orgias internacionais todas as noites. E quando eu estou num momento desses, me vem um infeliz e fica dizendo que eu tenho a obrigação de aproveitar essa cidade (que sim, é muito doida) por todo mundo que tá lá! POR CENTO E OITENTA FUCKING MILHÕES DE PESSOAS.

O que nos leva à segunda frase. Aqui onde eu moro, tem uma wireless no quarto muito foda. E além do mais, estou quatro horas à frente do horário brasileiro. Ou seja: se estou online agora, oito da noite do sábado no Brasil, aqui são meia noite e tantas, o que quer dizer que eu já saí e já morri de tédio por hoje! Já tive minha fração do que chamam “viver”. Viver também é estar triste, também é atualizar o blog, também é dormir. E pronto! Por favor, por melhor que seja a sua intenção, não me mande “viver”. Vá tomar no cú por antecipação. Fazer coisas emocionantes vinte e quatro horas por dia só porque tem uma galera na minha terra natal esperando que eu faça isso não faz sentido nenhum.

Resultado do bombardeio dessas duas frases: eu fico me sentindo culpada de estar online, de dar notícias, de fazer coisas que eu gosto muito como a internet porque eu tenho que “estar curtindo o tempo todo”. Ow, de verdade, que canseira. Aqui é só um lugar diferente. Tem muita coisa doida e tal, mas ai!

Desculpa a crise. É só que tava pesando mesmo.

Anúncios

5 opiniões sobre “Boletim Londres – expectativas indesejáveis

  1. E eu aqui pensando que vc já tinha ido a todas as orgias e raves internacionais possíveis e inimagináveis…

    Just kidding, sorry.

    Amanda, relaxa – e não sei se é viável falar pra vc ir dormir, já que aí é mais de meia-noite e vc deve estar cansada e todo aquele papo de mãezona chata. Só continue sendo vc mesma, ok?

    Mas pelo menos seu aviso está muito bem dado. rsrs

    bjos e se cuida

  2. eu sei como é, mais ou menos. nao por viagens, mas por outras situaçoes. cheguei a conclusao de q a palavra que eu mais odeio no mundo é “expectativa”. ODEIO qdo as pessoas esperam coisa de mim, e eu me sinto presa a isso e acabo nao fazendo que me deixa a vontade. as pessoas tem q parar de se preocupar com a vida alheia. vc nao eh a unica q eu conheço q tah na europa de intercambio e entra na internet em qtidades consideraveis. e dou moral. faz o que vc quiser e te der vontade! FOUDAS pra esse povo q manda viver!

  3. Nossa, vc falou tudo o que eu tive vontade de ter dito quando fiz intercâmbio também e não disse…
    E concordo com a redd… Expectativa é uma merda!

    Apoiada, Amanda! rsrsrs

  4. Eu acho humanamente impossível você “curtir a vida adoidado” 24hrs por dia. Quem diz que faz isso é porque tem algum desvio cerebral ou simplesmente quer achar que está se divertindo adoidado 24hrs por dia quando na verdade está só se iludindo.

    Eu acho que as pessoas são as mesmas, mesmo quando mudam temporariamente de continente. Quem gosta de dormir muito vai continuar dormindo, quem gosta de sorvete via continuar gostando e quem fica muito tempo na internet vai continuar ficando (tempo verbal ruim? rs)

    Eu concordo que cada um deve cuidar da sua vida e acho sim que deve ser chato ficar ouvindo isso o tempo todo. Culpa é uma merda. Só acho que às vezes algumas pessoas dizem coisas tipo “aproveita pela gente” porque simplesmente não têm nada mais pra dizer. Sei lá. Tem gente que só tá falando isso porque faz tempo que não te manda uma mensagem pelo Facebook e aí vê que você está na Inglaterra e isso acaba sendo a primeira idéia (idiota) que se vem na cabeça. Faz sentido? *tentando me lembrar se eu falei algo parecido pra você… rs*

    E lembrando que viver a vida dos outros NUNCA dá certo. Cada um tem a sua vida. As pessoas deviam se lembrar disso com mais frequência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s