7 Opiniões pra perder os amigos

Já faz um mês que eu estou aqui em Londres – coisa demais pra mencionar no meu blog, coisa demais pra comentar no vlog – por isso quero pedir desculpas a quem espera que meu blog passe a ser um diário de viagem – quem relata muito vive menos. Ou seja, vou continuar opinando sobre coisas que eu vejo por aí, que é a idéia dele desde janeiro, quando começou.

Às vezes eu vejo alguém que discorda de mim. Tá que não é às vezes, é bastante, mas é normal alguém discordar de você quando você diz que Heinecken é a melhor cerveja Lager. Mas tem opiniões – eu não sei vocês, mas eu tenho isso – que eu considero no alto da minha arrogância pseudo racional como verdades absolutas que ninguém devia discordar. Algumas delas tão aí nessa polêmica do segundo turno das eleições.

(mais de uma vez eu disse a mim mesma: vou postar sobre as eleições! Vou falar sobre como me interesso pela Marina mas tenho ressalvas, sobre como Serra nem fudendo, sobre como… ah! Aí percebi que um post sobre as eleições seria chover no molhado igual explicar por A + B porque Crepúsculo será provavelmente a pior série de todos os tempos, desnecessário)

Pois muito bem. Pensei comigo mesma: nessa valsa repetitiva de Dilma e Serra se esquivando de tantas questões na esperança de ter o apoio do público da Marina, vou eu deixar claro o que eu apóio e foda-se. Eis os tópicos:

1. Casamento gay. De verdade, gente? A essa altura da humanidade cês ainda querem meter o bedelho na vida de quem só quer casar e ficar de boa? O que você tem a ver com isso, cidadão?

2.Aborto. Sou a favor da legalização do aborto sem restrições. Esses dias li uns argumentos muito doidões contra o aborto e fui tomada da acima mencionada arrogância de quem talvez tenha certeza demais que está certo. Não aceito feto como um ser vivo, do mesmo jeito que um vírus não é aceito como ser vivo na Biologia porque não vive sozinho, somente dentro e dependente de outro organismo. Quem tá viva nessa história é a mulher. E de novo: sério, gente? Ainda é tão difícil assim lembrar que mulher existe e é gente? Pleno 2010?

3. Votar em tucano. Me explica de verdade porque alguém que não é das classes A e B vota no Serra? Eles estão tão claramente interessados em defender somente os mais ricos à custa de promover uma população alienada sob um ensino de merda cheio de maquiagem que só não dá pra entender. Não sei sinceramente porque o Serra ameaça a candidatura da Dilma.

4. Beber Skol. Quando alguém me diz que a cerveja favorita é skol, a pessoa cai no meu conceito quase que instantaneamente. Em alguns poucos eu vejo um pouco de potencial, respiro fundo e falo: poxa, mas pelo mesmo preço cê podia beber cerveja de verdade… Tem Brahma, Itaipava por aí…

5.Legalização de drogas. Por mim todo mundo ingere o que quiser. Não é como se já não o fizessem, só é mais difícil. É bom que legalizando as drogas, vai rolar um darwinismo generalizado: quem for burro o suficiente pra usar de forma indiscriminada já morre e fica menos gente burra no mundo, pronto falei. No fim as coisas se equilibram.

6.Comunismo. Gente, vai dormir, já deu a hora de vocês, de verdade. Resumindo: aham, cláudia, senta lá.

7.Divisão em partidos de forma geral. Outro dia me disseram que ser contra a organização da “democracia” em partidos me fazia anarquista e achei graça. Acho horrível ter que ser filiado a um partido pra se candidatar a um cargo, acho que só leva ao que levou: esvaziamento da noção de unidade ideológica em detrimento de alianças temporárias que se provem mais interessantes.

Anúncios

7 opiniões sobre “7 Opiniões pra perder os amigos

  1. Lista perfeita, Amanda!
    O n. 3 é um tantinho complicado, envolve questões desde a mais suja publicidade, os escândalos envolvendo o PT e, mais diretamente, a Dilma, o fato de a Dilma parecer mais um boneco que uma pessoa, a máfia internética dos boatos, até o fato de ele ser da oposição e também que um monte de gente é contra a política petista. O fato é que o governo do PT tá longe de ser o governo dos sonhos, da mema forma que o FHC não é exatamente o monstro que o PT e tantos outros pintam.
    O fato é que agora o José virou Zé e agora é um homem de Deus… Ontem ouvi no Furo MTV uma frase ótima: se o Brasil queria eleger um cara religioso, por que não votou logo no Ey-Ey-Eymael, um democrata cristão?
    No mais, até concordo com o n. 4, mas tenho uma restrição: meu pai só bebe skol!
    Ah, volta logo que a gente discute o resto no boteco! Cansei de digitar! Beijos

  2. Só li seu último post, mas gostei da forma que você escreve, além de muito claro, em parte são engraçados também.

    O item 4 é perfeito hehe, ta certo que tem cerveja pior que skol, mas alguem que gosta de skol já ganha um ponto negativo no meu conceito também.

    Bjos.

  3. post perfeito! vc pode ate perder amigos, mais ganhou um fã… ahhhhhh esqueci, eu ja era fã…mas vc subiu ainda mais no meu conceito!

  4. Concordo principalmente com a 6. O Lênin já dormiu, o Trotsky já dormiu e, principalmente, o Marx já dormiu. Então porque essa gente insiste nessa insônia ideológica que nem bem refletida é? Afinal, o principal requisito pra ser comunista hoje é não ler nada sobre o comunismo, mais ou menos como o requisito pra ser evangélico na sua maioria é não ler a bíblia e citar umas frases de efeito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s