I’m only happy when it rains

Quem lê blog, ultimamente, está sempre atrás dos problemas, dos questionamentos, dos sofrimentos e, principalmente, das injustiças. Eu mesma leio uma quantidade de posts sobre desigualdade de raça, gênero, idade, classe social… Compartilho, discuto e tudo o mais. Num momento como esse, é realmente bom lembrar que eu nunca escrevi esse blog muito pra outra […]

As brincadeiras de mau gosto, a ditadura gay e a patrulha do politicamente correto

Queria começar este post dando os parabéns à UFMG, que está nas notícias nacionais desde ontem. Que beleza, hein? Meus parabéns. Eu acho difícil tratar com qualquer coisa além de ironia e sarcasmo essa história do trote da Escola de Direito. Francamente, é uma decepção difícil de exprimir. Não que não existisse trote quando eu […]

2013

Não vou escrever sobre as coisas que fiz esse ano. Digo porquê: conquistei coisa pra caralho, mas não acho que nenhuma delas veio com o esforço que fiz neste ano mesmo. Acho que fui muito mais útil pro mundo nos anos anteriores, e esse ano só fiquei colhendo os resultados. Seja com trabalho, com formatura, […]

Cada um na sua ilha

Já faz um ano que eu não hesito quando me perguntam se os gringos são frios, e se os brasileiros são pessoas mais calorosas quando o assunto é interação social. Veja bem, eu não mudei de opinião; continuo achando que, a julgar pela minha experiência pessoal, o que vi dos gringos é que era muito, […]

Boletim 2012

Não vou reclamar, não. Finalmente tive uma parte pra comer lasagna quatro queijos, tomar umas cervejas vendo Chocolate com Pimenta. Bem, por quê? Finalmente estou de pseudo-férias! Falando em pseudo, qualquer coisa depois que a gente entra na dita vida adulta é pseudo. A gente fala que está de férias, mas está dando uma aulinha […]

Ensinar

Se você não está na área, existe uma boa chance que o seguinte comercial de uma “escola” de inglês online veiculou recentemente: Comercial Open English Eu não vou nem render nos quesitos óbvios e na crítica que já está dispersa pela internet. Mas esse comercial, além de ter uma quantidade absurda de conceitos errôneos sobre […]

Viciados em Opiniões

É possível que alguém tenha opiniões demais? Antes que você me diga que isso é uma pegadinha, porque parece, mantenha a calma. Sei bem que só de discutir o fato de que “opiniões demais” existem, já estaremos sendo muito paradoxais. Mas vamos tentar ignorar um dos dois únicos traços estilísticos da minha escrita nesse blog […]

Mercado de Trabalho, meu novo monstro

Um dos desafios aos quais eu me propus nos últimos seis meses foi trabalhar para entrar finalmente no mercado de trabalho. Sim, o temiiiido mercado de trabalho. Aquele do qual quase todo bacharelando tem horror. Todo concursando tem horror. Na verdade, eu não conheço ninguém que ache o mercado de trabalho a coisa mais divertida. […]