Pensamentos antieróticos?

Depois de vagar pela internet num sábado à noite à toa, eis que a página principal do uol me brinda com o seguinte artigo: Pensamentos antieróticos em quatro categorias.

Estava tudo muito senso comum; era uma lista de pensamentos broxantes pra se evitar na hora e tal. Os dois primeiros itens me pareceram muito normais, até eu me deparar com o terceiro item:

Categoria III – Quem está pouco envolvido com o parceiro

Pensamentos que chegam do nada:

– Preciso limpar o lustre;”

Hahahahaha! Gentem, conversa comigo! Por terem falado isso tão a sério na hora, eu meio que fiquei preocupada com isso ser normal de verdade. É possível chegar num estado tão grande de tédio durante o sexo a ponto de pensar em limpeza?

Bem, existe sempre a possibilidade disso ser coisa minha, que não penso em limpeza nem mesmo quando devia. Ou também a minha nada vasta experiência deve ser responsável pelo meu choque.

Anúncios