Pensamentos antieróticos?

Depois de vagar pela internet num sábado à noite à toa, eis que a página principal do uol me brinda com o seguinte artigo: Pensamentos antieróticos em quatro categorias.

Estava tudo muito senso comum; era uma lista de pensamentos broxantes pra se evitar na hora e tal. Os dois primeiros itens me pareceram muito normais, até eu me deparar com o terceiro item:

Categoria III – Quem está pouco envolvido com o parceiro

Pensamentos que chegam do nada:

– Preciso limpar o lustre;”

Hahahahaha! Gentem, conversa comigo! Por terem falado isso tão a sério na hora, eu meio que fiquei preocupada com isso ser normal de verdade. É possível chegar num estado tão grande de tédio durante o sexo a ponto de pensar em limpeza?

Bem, existe sempre a possibilidade disso ser coisa minha, que não penso em limpeza nem mesmo quando devia. Ou também a minha nada vasta experiência deve ser responsável pelo meu choque.

Anúncios

Balanço das férias

Bem, hoje teremos um post morno. Mas antes, vejam só que interessante. Até hoje, tive três post mais populares:

3o. Lugar: o post sobre editar contatos no msn: impressionante como pouca gente sabia disso!E pelo visto, é bem eficaz mesmo o método, já que até houve possíveis babacas assinando a caixa de comentários.

2o. Lugar: o da Lady GaGa, logo abaixo: minha opinião bem positiva dela trouxe gente bem interessante pra discordar. Essa discussão de pop deve ser levada adiante em outra ocasião, porque deu pra ver que pode render muito.

1o. Lugar: o post sobre ex namorados! Hahah. Não esperava muita coisa dele, mas bastante gente se identificou. Foi outra boa surpresa, quando as pessoas no msn vinham me contar que leram, porque fez eu me sentir menos freak.

Esse efeito veio do blog todo, inclusive, o que acabo considerando o melhor – e único – projeto nascido nas férias e que já teve algum desenvolvimento nas férias. Valeu a todos os meus leitores inesperados. =]

Mas bem, o assunto central não é exatamente esse. As pessoas geralmente fazem retrospectivas no fim do ano, o que é meio viagem, porque em janeiro quase nada se começa e menos coisas ainda se continuam. Então, antes do verdadeiro começo, ou seja, em março, resolvi pensar um pouco no que eu queria ter feito nas férias e o que no fim virou.

Ler: Não li nem a metade do que me propus, claro. Li os três últimos livros de Artemis Fowl, e a proposta de ler tudo de Jane Austen foi pelo ralo, só consegui Emma mesmo. Todos os outros eram, confessadamente, CHATOS. Li uns contos do Murilo Rubião, empréstimo da Aline, mas poucos. Ainda persevero lendo “O Processo”, do Kafka, mas não vou terminar antes do fim das férias. :/ Eu também tinha pegado um Charles Dickens, no qual nem encostei. Tem outros empréstimos, que ainda devo mexer.

Escrever: Aqui eu tive modestas propostas. Queria terminar minha fanfic de Harry Potter, continuar com meu diário. O que eu fiz? Criei o blog.

Videogame: Joguei muito Guitar Hero na Aline e graças ao Gustavo Frade, Ninteeeeeendo! Zerei Mario World. Eu sou demais. XD

Fotografia: Influência da Lívia. Agora que estou finalmente prestes a acabar de pagar minha linda câmera digital, uma Canon, minha conta no Flickr está meio abandonada. Mas semana passada eu voltei a mexer e fiz uma ou duas coisas legalzinhas. Conta no flickr

Jogos: The Sims. Criei a família, duas irmãs e seus pretendentes. Uma delas, minha favorita, teve cinco filhos, tá idosa na casa dela com o marido que a trai com a irmã gêmea. Um filho é gay e tá noivo, o resto é tudo mulher e só a primogênita tá noiva. Os quatro mais velhos na faculdade, o bebê ainda com os pais. O pai virou cientista maluco e vai ficar com a aspiração cheia pra sempre! hahahah.  Mandei uns poker no computador também. =]

Assistir: Como vocês sabem, vi a primeira temporada de Lost. Vi uns episódios de Gossip Girl no SBT e depois baixei a segunda temporada e já vi tudo. Vi poucos filmes, estava sem paciência. Vi uns no começo das férias, tipo o mais novo do Almodóvar, mas pouca coisa. Revi Stranger than Fiction esses dias. E Solitários! E não é que o emo ganhou? Tudo bem, mas o meu amor platônico, Cadu Pelegrini, ficou em segundo e ficou mais famoso! Hhahaha.

Viagem: Fui pra Piracicaba em janeiro, como postado aqui, fiquei em Palmeiras no ócio, fui pra BH (show do Cranbeeeeeeerries! *.*) e lá tive várias aventuras incríveis com uma galerinha da pesada. Conheci uma sex shop, fiquei absurdada, comi comida vegetariana, entre coisas normais, como tomar summer com cheetos requeijão na moradia. Atóron. Perto do Carnaval, Mucambeiro, o distrito de Matozinhos (aaaah, agora acertei), terra natal do Quito. Lá não teve muitas emoções, mas teve uma overdose de Skol e eu, erm, encostei numa criança, apesar de não gostar de crianças. Whatever, né. Voltei de AVION, dear. Em cinquenta minutos eu estava em Campinas, depois de comer feliz. Adoro andar de avião, sério mesmo.

Nada: Isso ocupou noventa por cento da coisa toda. Deitada na cama, depois deitada no sofá… Jogando videogame, depois conferindo as coisas na internet… Fiz tanto de nada, mas tanto, que ontem me peguei planejando mentalmente minha primeira aula.

Eu diria que estou pronta, finalmente. Claro que os traumas do semestre passado permanecem. Mas sabe? Eles não vão embora mesmo e eu já me conformei. Quem vai embora sou eu! E pra Inglaterra, setembro me aguarda! Mas só depois de uma luta homérica pra juntar dinheiro!

xoxo. XD

Omegle – outra dica pro tédio online!

A novidade do dia pra mim já é meio old:

Omegle.com é o endereço perfeito para a insônia. É melhor ter um bom nível de inglês, se você quiser participar. Trata-se de um dos chats mais aleatórios de toda a internet. É só clicar em “Start a chat” e você é jogado numa sala com um total estranho que pode ser de qualquer lugar do mundo, qualquer tipo de pessoa!

Eu já encontrei gente bem interessante: um português que estuda na Inglaterra, uma japonesa que não sabia muito inglês, e me forçou a forçar um japonês estudado por um ano há mais de um ano, um canadense que ficou me perguntando se os brasileiros são todos “brown”, mas que acabou se revelando um cara legal e foi promovido ao msn. Até um carioca já encontrei!

É claro que a maior parte das vezes é difícil começar a conversa. Quem te atira logo de cara um “hi – asl?” provavelmente vai fechar a janela assim que você responder. Muita gente só afim dum sexo virtual – mas eu não entendo… Por que não ir ao seu equivalente nacional do UOL Sexo? Eu hein!

Anyway, divirtam-se, e me contem que tipos bizarros vocês encontram. Sempre que resolvo entrar, acabo só saindo umas três horas depois. =]

Como conseguir NÃO falar com alguém no msn

Essa dica mágica que vou postar hoje é tristemente inútil pra pessoas que tem mais força de vontade que eu, quando online. Se você não pretende mais falar com alguém, mas por qualquer motivo não quer deletar a pessoa, é possível que mais cedo ou mais tarde você vá querer puxar assunto. Por exemplo: ex namorados, ex ficantes, ex amigos, ou qualquer pessoa que esteja em situação desconfortável agora, mas que um dia foi de boa o suficiente pra saber quando você está online e puxar assunto. Pra quem é freak que nem eu, isso é utilidade pública.

E aí, tem algum babaca no seu msn também?

Pois é. Como diria o famoso ninguém, as palavras tem poder. Veja bem, eu já me deparei com isso algumas vezes (e antes que vocês perguntem, SIM, eu me tenho no msn) : você decide não falar mais com um cara, por uma miscelânea de motivos: você vai se apegar e ele tá pouco se fudendo, ele te fez uma sacanagem, etc, etc, mas ainda assim, você sempre acaba derrotada pelo próprio argumento interno “ah, só vou ver se ele tá bem”… NÃO, MULHER! Ele está ótimo. E você também vai ficar, se não falar com ele. É isso aí, orgulho bombando na pista.

Enfim. Claramente, esse meu contato não sabe desse nome. Mas quando eu vejo “babaca” no lugar dele, perco a vontade. Modo totalmente seguro! Mais de duas semanas e nada, e sem vontade, inclusive. Não fucei orkut uma só vez, nem nenhum detalhe. Não é macumba, mas afasta o ser almejado em breves segundos.

Agora vamos ao how to:

Clique com o botão direito, e depois em "editar contato"

Depois de clicar em “editar contato”, é só colocar uma qualidade do seu contato que você não quer esquecer, e pronto! Toda a vez que uma crise bater, você vai olhar praquela qualidade e lembrar do motivo de ter feito aquilo. Não é irreversível, muito pelo contrário, dá pra desfazer a qualquer momento, é ótimo.

Quem me ensinou isso usava mais pra limpar a poluição das meninitchas que colocam nicks em degradê colorido e negrito, enfim, que viram só um monte de códigos pra quem não tem msn plus.

Se eu me acho saudável? Evidentemente que não. Mas tem tanta gente igual eu por aí! =]

Tirar passaporte

Esse post vai ter uma ligeira utilidade pública, olha que bonito!

Bom, esse ano eu vou – acho – fazer intercâmbio. Muita coisa me deixa ansiosa, o fato de ir pra Inglaterra, estudar numa universidade com um esquema totalmente diferente do que eu tô acostumada, essas coisas todas. E dentre muitos passos pra isso, que eu ainda vou descobrir quais são, eis o primeiro: tirar passaporte.

Não espere um post cheio de reclamações, puto da vida, sobre filas e demora. Óhhhh, dessa vez o sistema público me surpreendeu! É só você ir no site da Polícia Federal que eles explicam certinho o que precisa fazer. O mais sofrido mesmo é pagar a guia da GRU pra gerar o documento: R$156. Triste, né? Dá-lhe poupança na veia, viu. Mas então, o caso é que feito isso, pra quem mora em BH, você ainda pode ter a alegria sublime de marcar data e hora do atendimento na polícia federal PELA INTERNET! Olha que lindo.

Problema grande pra quem mora em BH e não é multimilionário: o lugar. A PF agora fica dentro de um shopping de rico nojento, no Anchietta. E só tem ônibus do centro: o 2103 pára na frente. Pobre que nem eu vai de 2004 mesmo e anda a vida inteira. E puts, como eu andei!

Mas esse não é o caso. Uma vez lá, é tudo muito rápido. Eles me atenderam quinze minutos antes da hora marcada, foram super simpáticos, tiraram a impressão digital de todos os meus dedos e uma foto numa câmera canon muito bonita… Mas eu SEMPRE fecho o olho quando sei que vai ter flash.

E agora, cá estou eu, feliz com meu passaporte gay – sim, porque o novo passaporte é a coisa mais gay do universo. Olha esse que é igual, achei no google images:

Pois então, agora que estou derretida e sofrida de sol (eninguémquisbeberrefrinasavassicobiiigo), eis uma lição de vida do Rafinha Bastos, pra quem sentiu falta de um momento de reclamação do eterno “sistema”.

Domingo

Quem odeia domingo ergue a mão \o

Tô ouvindo uma seleção de músicas deprimentes no mp3. No momento, “We rule the school”, Belle e Sebastian.

Achei engraçado como o post anterior fez um certo sucesso relâmpago, considerando que eu postei ontem. Um pessoal veio me falar no msn – e não comentou ¬¬ – que se identificou e tal… Mas acho que foi por ser um assunto universal mesmo. Quero dizer, todo mundo tem ex. Agora, vai parecer que eu quero ser pop, mas lá vem outro assunto universal: o tanto que o domingo é paia.

Tão paia que eu comecei catalogando meus filmes num arquivo de Excel -SIM!

Tão paia que eu fiquei olhando pro telefone, implorando: TOCA, TOCA TOCA! Odeio isso. Eu poderia perfeitamente ligar pra alguém – mas como minha moral pra convites tá muito baixa, achei melhor não correr o risco de perder mais crédito chamando galerê que não topa nada. Problema dois: não aguento mais cerveeeeeeja. Não está se passando um dia nessa estadia belorizontina em que eu não beba cerveja. Tem que ter outro prograaaaama, sem ser Avatar 3d!

Mas sério. Cantar músicas do Fantasma da Ópera em voz alta no quarto é meio lamentável demais. Espero que ninguém tenha pensado em me aconselhar a televisão.

Guia do Tédio Online

Desde que postei ontem, fiquei pensando muito sobre meus próximos temas, todos interessantíssimos: a barata que eu matei ontem, o livro que estou quase acabando de ler (Emma, da Jane Austen), reclamar de como eu não sei fotografia, falar sobre como dá desânimo ver matérias sobre corrupção no Brasil. Acabei ficando com o que segue, nada substancioso, nada poético, mas ainda assim, mais ou menos útil pra quem ainda tem a dádiva das férias, seguida de longas noites entediantes online.

Já faz umas três semanas que o meu relógio biológico está completamente desregulado; ontem peguei no sono por volta de seis e meia da manhã. Acordei hoje meio dia. Isso é fruto de achar coisas demais pra fazer na internet. Eu geralmente faço a mesma coisa todas as noites, ou mais ou menos a mesma coisa. Depois do login no msn, seguem na ordem:

Farmville : Tem que ter uma conta no Facebook antes. Surgiu antes daquela merda de Colheita Feliz (que nome horroroso!) do orkut, mas é menos famoso. Estou no nível 33, plantando uvas freneticamente e passando raiva com meus bichos que ficam saindo do lugar. Eu recomendo só mais ou menos; todo mundo que teve força de vontade pra abandonar o jogo alega que quando você vai chegando nos níveis entre 15 e 20, a fazenda dá mais trabalho do que diversão – eu concordo! Mas o pensamento dos meus crops estragados é insuportável, sem falar dos vizinhos – ah, os vizinhos! – que eu fico comparando se evoluem tão rápido quanto eu. Ah, ganância…

Orkut/Facebook: Tenho ambos, entro duas vezes por dia em cada, nunca tem muita coisa. No caso do orkut, quando todas as outras opções dessa postagem estão esgotadas, acabo fuçando perfis de ex (sejamos sinceras agora, meninas, quem aqui não faz isso??), arrastando um pouco de corrente, pra depois ir conferir se alguma das minhas comunidades não foi magicamente transformada em: “Sou emo sim e adoro Forfun”. Ew. No facebook só fico fazendo quizzes cujo resultado nunca dá certo.

É claro que essas opções de cima duram pouco e são bem chatinhas. Agora, o que me faz ficar mandando links freneticamente pros meus amigos e conhecidos no msn é:

FailBlog : É em inglês, mas tem as melhores piadas, vídeos, fotos non sense de toda a internet. Eu geralmente leio tudo, até a última postagem que eu já vi.

IHasaHotDog: Eu adoro cachorros. Muito mais do que gatos. Nesse blog, em inglês também, você acha as fotos mais lindas com as legendas igualmente hilárias. Tem o de gatos, que eu acho uma chatice, o (icanhascheezburger.org).

Picture is Unrelated : Fotos muito estranhas. Muito estranhas mesmo. Geralmente é díficil entender o contexto.

Oddly Specific: Placas absurdas, especialmente em países de língua inglesa. Tem muitos japoneses também, porque japoneses são, ehm, bizarros.

Placas Ridículas: O equivalente em português, mas não é tão engraçado quanto em inglês, porque se perde muito rindo de placas com erros de português. O blog deve ser comandado por gente muito preconceituosa linguisticamente, sem mencionar que devem ler a Veja e apoiar Diogo Mainardi.

Grandes Tolices do Orkut: É um dos meus favoritos, junto com o FailBlog. Ao contrário de outros blogs por aí de gafes do orkut, a seleção das bobagens é boa. É irritante como uns blogs, como o Orkut de Bêbado (que não merece o link) só colocam fotos de gente negra e pobre tirando foto na laje, além de perfis de gente muito feia com erros de gramática. Haha, até parece. O GTO, ao contrário, evita esse tipo de disseminação de preconceito e mostra gafes realmente engraçadas/diferentes. O ponto negativo é que, por causa de todo esse cuidado, postam muito pouco.

Depois de visitar todos esses, procuro links. Depois de desistir de ficar com sono, vou jogar The Sims 2 – dois, sim, porque não tenho dinheiro nem computador suficiente pra ter o 3!